PluriBlog

MAIS SAÚDE: OS SUPER-ALIMENTOS QUE DEVERÍAMOS INCLUIR NA NOSSA ALIMENTAÇÃO …E NÃO CONHECEMOS OU ESQUECEMOS NA PRATELEIRA DO SUPERMERCADO- II PARTE

Apesar do termo super – alimento poder ser usado em demasia, há alguma verdade quando o mesmo é usado para rotular alimentos de extrema riqueza.

 

Os super-alimentos são geralmente naturais, inteiros e contêm altos teores de vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos gordos essenciais ou antioxidantes. A incorporação destes alimentos na alimentação diária melhora de um modo geral a saúde física ao ajudar a compor uma dieta equilibrada.

Falamos hoje de super – alimentos especiais, para alguns os verdadeiros super- alimentos porque não fazem parte da nossa dieta habitual e porque devem ser usados em pequenas quantidades

1 – Bagas de goji

beneficios-goji

As bagas goji são usadas na medicina tradicional chinesa há mais de 5000 anos e as suas propriedades comprovam a sua admirável capacidade e interesse alimentar.

Estas bagas são uma excelente fonte de carotenoides e anticianinas, para além sua composição vitamínica (de onde se destacam as vitaminas B1, B2, B2, B6 e E). É a sua riqueza em antioxidantes que lhe confere o seu efeito de anti-envelhecimento celular, de fortalecimento do sistema imunitário, e o seu papel preventivo na saúde cardiovascular, cerebral e neurológica. Estas bagas possuem ainda todos os 8 aminoácidos essenciais de entre uma totalidade de 18 aminoácidos existentes na sua composição e ainda polissacarídeos que reforçam a flora intestinal e a imunidade. Não devem ser esquecidos os cerca de 21 minerais que contêm, entre os quais o ferro, em doses superiores ao espinafre.

Modo de Utilização - As bagas goji de origem biológica encontram-se disponíveis numa versão desidratada. Podem ser consumidas como passas ou, por exemplo, adicionadas a iogurtes, entre muitas outras opções adicionadas a saladas, cereais de pequeno-almoço, sumos e batidos ou como snack.

Dose diária recomendada: Coma entre 10 a 15 bagas, cinco a seis vezes por semana. Prefira as de origem biológica.

Spirulina

suco-spirulina

A spirulina é uma alga microscópica azul-verde de água doce, com forma de uma espiral, constituindo um alimento bastante nutritivo, com cerca de 60%-70% de proteína de fácil absorção (quando comparada com a carne vermelha ou a soja), que contém todos os 8 aminoácidos essenciais existentes, sendo que, na globalidade apresenta 18 aminoácidos no total. É ainda rica em vitaminas A, B1, B2, B6, E e K e, também, uma fonte abundante de clorofila, minerais, fitonutrientes e enzimas. É anti-inflamatório, anti-alérgico e ajuda a melhorar a performance física e desportiva.

Tem um forte poder desintoxicante, graças à clorofila, o pigmento responsável pela sua cor, que tem uma forte ação antibacteriana e que auxilia o organismo a eliminar toxinas. Tem também todos os aminoácidos essenciais e muitas vitaminas (A, B1, B2, B6, E e K).

É ainda de destacar o seu papel a nível cerebral e mental, assim como no fortalecimento do sistema imunitário. É rica em ferro. Outros importantes minerais encontrados na spirulina incluem cálcio, cromo, zinco e iodo.

A Spirulina também é rica em ácidos gordos essenciais, como GLA, EPA e DHA e um vasto espectro de vitaminas do complexo B que ajudam o organismo a utilizar estes óleos essenciais.

Modo de Utilização -  Pode adicionar a batidos, sumos, saladas, sopas
Dose diária recomendada - 1 colher de chá 1 a 2 vezes por semana.

Clorela

chlorellacream

A clorela é uma alga microscópica, unicelular e autossuficiente que cresce em águas puras e que constitui a maior fonte de clorofila. Existe no planeta Terra há biliões de anos e contem um enorme leque de nutrientes requeridos pelo corpo humano, incluindo macro e micro-nutrientes, como vitaminas (vitaminas do complexo B, incluindo B12, C e K), minerais, ácidos gordos essenciais (superior à spirulina), RNA e DNA e um vasto espectro de fitoquímicos.

A clorela é utilizada para auxiliar e facilitar o funcionamento cerebral e hepático, melhorando a digestão e a eliminação, desintoxica e ajuda a regenerar o corpo, alivia inflamações, apoia a perda de peso saudável e fortifica o sistema imunitário.

A clorofila existente na clorela tem uma afinidade única com o oxigénio, que se assemelha à hemoglobina e contribui para limpar, purificar e oxigenar os tecidos do organismo, auxiliando a remoção de toxinas prejudiciais e limpeza de órgãos vitais, incluindo o intestino.

O seu consumo regular estimula a formação de glóbulos vermelhos e influencia o metabolismo e a respiração. Desempenha  um papel importante na melhoria do sistema imunológico, na capacidade das células comunicarem e na identificação de corpos estranhos pelos linfócitos. Por outro lado, a sua riqueza em antioxidantes e em ácidos nucleicos, é favorável ao crescimento e manutenção dos tecidos.

E não se esqueça: “Somos o que comemos” – Hipócrates ( considerado o pai da Medicina Ocidental)

Partilhar

Deixa um comentário

O teu e-mail nunca é mostrado. Campos necessários marcados com *

*
*