PluriBlog

O QUE PENSAR AGORA SENÃO EM TI

 

destaque

O que pensar agora, senão em ti

Tu que preenches todos os meus espaços.

  E invade-los indelevelmente.

E diferentemente.

De dentro para fora.

  E de fora para dentro.

E é tão profundo esse preenchimento.

Tão intenso.

Tão imenso.

Tão silente.

Que transborda. Na forma de um lápis.

Com que escrevo os teus contornos.

  Com que anoto as tuas margens.

Com que rasuro as tuas esquinas.

Que depois corrigirás.

Lentamente.

Suavemente.

Sussurrantemente.

 

Somos isso.

Lápis            lado a lado.      

 

Teresa Freitas in Infinita Leveza  

Partilhar

Um Comentário

  • Rosa Barbosa

    Gostei do poema é intenso e profundo!

    Colocado a 4 Março, 2015 às 17:59 | Permalink

Deixa um comentário

O teu e-mail nunca é mostrado. Campos necessários marcados com *

*
*